Detox Doméstico

2 Comments

Como mencionei neste post, livrar de tralhar a mais,
é o primeiro passo, para andar com a vida para a frente. Sem obstáculos, a casa
está finalmente pronta para ser limpa e arrumada – partir para um verdeiro detox doméstico.
Foto retirada do Unplash

A limpeza em si, consegue realçar
a beleza e a essência das coisas. Ter um espaço limpo e arrumado, não é só
benéfico para o corpo, mas sossega a nossa alma.
Quantas vezes, olhamos para um
espaço desarrumado e cheia de tralha e ficamos logo com mau humor e tristes
(acontece imensas vezes comigo). Quando vejo esse mesmo espaço arrumado e limpo
fico tão relaxada e contente por trabalhar naquele espaço sem ter obstáculos
pelo meio.
Não é à toa que existe este provérbio
“não deixes para o amanhã, o que podes
fazer hoje.”
Muitas vezes, com a correria das nossas vidas, acabamos por
deixar para o amanhã. Sempre que puderem limpar / arrumar naquele momento, façam-no.
Porque no dia seguinte já poderão ter mais tempo para outras coisas (ou outras
limpezas).
Foto retirado do Unplash
A nossa casa é o nosso espaço,
aquele porto de abrigo. É importante tomar bem conta dele, como tomamos conta
da nossa vida. Afinal de contas, ele é o nosso reflexo para os de fora.
Sempre que posso, tento arrumar
sempre alguma coisa antes de sair de casa. Arrumar a cozinha (deixar a pia
vazia), arrumar os pratos (da máquina de lavar), limpar a banca, etc. dar um
jeito à sala de estar, levar a reciclagem, etc. Pequenos passos que fazem uma
grande diferença quando chego à noite do trabalho – não tenho que preocupar com
estas coisas.
Para um detox doméstico é
necessário:
  • Limpar regularmente o tapete de entrada – cerca de 90% dos sapatos estão carregados de bactérias, não é à toa
    que em certos países, é comum descalçar assim que entram em casa.
  • Substituir os panos de limpezas e
    as esponjas
    – são panos de limpeza e não de sujidade, usa-se, põe-se para
    lavar. O mesmo acontece com as esponjas de loiça, acumulam restos de comida que misturados com água criam-se condições para proliferação de
    micro-organismos.
  • Lavar as extrações de ar
    evita-se odores e gorduras acumuladas.
  • Ter um especial cuidado com o
    micro-ondas
    – visto que é um eletrodomestico que liberta radiações, não o deve
    colocar ao nível dos olhos e utilizar apenas recipientes de vidro. Pode usar de
    plástico (mas tente evitar) porque libertam toxinas.
  • Desinfetar bem o chuveiro – esfregar
    bem todos os ofícios do chuveiro.
  • Aspirar o colchão– no dia que
    mude os lenções, aproveite para aspirar.
  • Desinfetar teclado– o teclado do
    computador, o comando da televisão, têm 5 vezes mais bactérias que uma sanita.
  • Ar puro– sempre que puder, areje
    a casa. Basta 15 minutos por dia (tanto no verão, como inverno). Quando
    utilizar purificadores de ar, opte ptor soluções naturais: como incenso ou óleos
    com gotas essenciais – evite ambientadores artificiais – podem agravar
    problemas respiratórios.

2 Comments
  • Brenda C.

    Responder

    Adorei as dicas! A minha parte preferida é desinfectar os teclados e comandos. Sinto logo que o meu humor se altera! 🙂

    Beijinhos, Brenda

  • Blogue Ela e Ele

    Responder

    Andamos sempre a tentar pôr isto em prática, mas nem nos apercebemos que voltamos a acumular…

Leave a Comment