SpirAlgae – Spirulina natural

1 Comment

No passado 20 de outubro, fui a mais um evento VeggieFest – gostei tanto desta edição – cada vez há mais aderência!! O Shopping Cidade do Porto tem três pisos e estavam todas cheias de expositores!!

Adoro ir a este tipo de eventos, porque reencontro sempre com pessoas que me são queridas, mas também tenho a oportunidade de conhecer novas marcas e criar empatia com elas. Gosto muito de associar caras às marcas – e assim foi com a SpirAlgae.

Sempre tive curiosidade de provar Spirulina, mas sei que é um sabor forte e não agrada a todos – e como sou um pouco picuinhas com sabores estranhos nunca arrisquei em comprar. Quando vi o expositor da SpirAlgae fiquei um pouco reticente em aproximar, mas o meu namorado lá deu o “empurrãozinho” e ganhei coragem e comecei a perguntar tudo sobre Spirulina.

A Sandra e o Diogo foram muito simpáticos, deixando-me à vontade para provar a Spirulina em pó – achei que não tivesse grande sabor. Ainda hoje não consigo explicar qual o sabor da Spirulina. Mas ainda bem que não tem grande sabor, porque assim posso colocar em tudo e não enjoar dele!!

Mas afinal o que é a Spirulina?

É uma microalga do reino das bactérias e é considerada um superalimento. Esta microalga tem um perfil nutricional muito elevado, sendo uma das melhores fontes vegetais de proteína, vitaminas e sais minerais essenciais ao funcionamento do corpo.

Contra-indicações: grávidas e crianças (exceto opinião médica), doentes autoimunes e doentes que tomem anticoagulantes.

Benefícios da Spirulina:

  • Efeitos antioxidantes;
  • Efeitos na redução do colesterol ;
  • Efeitos hipotensores (baixa de pressão arterial);
  • Efeitos contra a desnutrição;
  • Efeito antidiabéticos ;
  • Ajuda no emagrecimento;
  • Ajuda no aumento de massa muscular.

Na SpirAlgae existe três formas de consumir a spirulina: de forma desidratada em pó (foi o que comprei) ou crocante (filamentos) ou em pasta fresca (para barrar).

Em que alimentos podem colocar a SpirAlgae?

  • Iogurtes;
  • Puré de fruta;
  • Panquecas;
  • Torradas;
  • Batidos de fruta – é so cortar a fruta, um bocadinho de gelo e uma colher rasa de Spirulina e meter tudo na liquidificadora;
  • Sopa – sejam elas quais forem, mas apenas depois de já estarem cozinhadas;
  • Podem até misturar diretamente na refeição por exemplo num esparguete com um fio de azeite e um bocadinho de Spirulina misturado ou mesmo outras comidas que possam ter um molho ou azeite.

Onde sentirem mais confortável a misturar a Spirulina podem misturar.

É recomendada ingerir a Spirulina de manhã, ao almoço ou ao lanche – devido à proteína e da energia que ela fornece. Não podem esquecer de beber muita água ou chazinho (agora no inverno sabe melhor).

Gosto muito de tomar a Spirulina ao pequeno-almoço, pode ser impressão minha, mas parece que dá-me outro tipo de energia para o resto do dia. Sim, tenho outro tipo de rendimento.

Uma coisa que aprendi desde que tornei vegetariana, foi de ser “open- minded” aos novos alimentos – esta SpirAlgae é só benefícos, so why not?

Feita em Portugal ▪️ 100% vegan ▪️ Sem gluten ▪️ sem acuçares ▪️ sem lactose

Podem encontrar a SpirAlgae no facebook, instagram e no site.

1 Comments
  • Cláudia

    Responder

    Não conhecia a spirulina. Deixaste-me muito curiosa em experimentar!
    Obrigada por todas as informações ^^

Leave a Comment

error: Conteúdo protegido!